Criadores independentes elogiam Sony, criticam Microsoft

by

Dois criadores independentes revelaram que tiveram uma experiência de trabalho muito melhor com a Sony do que com a Microsoft na hora de levar os seus jogos para os consoles destas companhias.

Jonathan Blow, criador de Braid e The Witness, disse ao Wired que a abordagem da Microsoft aos criadores independentes é, “Te fazer passar pelo máximo de dor que pode aguentar para extrair o que lhe interessa nessa semana.”

“A Microsoft trata os criadores independentes muito mal,” disse Blow.

The Witness está a caminho do PlayStation 4 e Blow diz que apesar de ter estado no anúncio do console, a Sony não lhe deu dinheiro para subir ao palco, apenas gosta do console novo e da equipe da Sony.

Já Brian Provinciano, criador de Retro City Rampage, disse que a Microsoft cancelou o lançamento do seu jogo após este ter comentado publicamente a dificuldade de lançar um jogo no Xbox Live Arcade. Teve que voltar a submeter o jogo, negociar por seis meses e obter uma editora para o poder lançar – ficando depois nas mãos da Microsoft o aceitar ou não.

“Alguém enganou-se e lançou-o no XBLA por $10 ao invés de $15, portanto a maioria das cópias vendidas arrecadou menos de um terço do valor.”

Por sua vez, a “Sony tem dado um suporte incrível e promoveu muito bem o jogo.”

“Recebeu uma quantidade generosa de promoção sem nenhum custo para mim, de publicidades na PS Store a eventos tais como a E3 até kiosks jogáveis em todas as Walmart, Best Buy, GameStop, Target e Future Shop na América do Norte. Nunca nos meus mais loucos sonhos teria esperado que isto acontecesse.”

Provinciano também elogiou o kit de desenvolvimento do PSVita, oferecido aos criadores independentes, dizendo que é um dos mais fáceis de usar.

O esforço da Sony junto dos criadores independentes é bem conhecido e Provinciano elogiou os esforços da companhia e também da Nintendo.

Comments

comments