Entrevista com Julia Balthazar

by

Voltamos com mais uma entrevista com as artistas convidadas da Santos Comic Expo 2016. A entrevistada de hoje é a quadrinista e desenhista Julia Balthazar.

Recentemente, ela participou da coletânea “Topografias”, criada em colaboração com mais cinco artistas. Além desse projeto, Julia também lançou um Fanzine muito interessante chamado “Boa Sorte” totalmente artesanal com estêncil e carimbos, que muito vale a pena conferir!

 

tumblr_nfbixabjti1tcyf6go1_500

 

Nome, idade e o que faz?

Meu nome é Julia Baltazar, tenho 21 anos e sou estudante de moda atualmente, faço quadrinhos e desenho no meu tempo livre
.

Como é a sua inspiração pra desenhar?

Eu acho que é mais ir anotando as ideias aos poucos. Primeiro faço o desenho, mesmo sem ter a ideia, e partir disso começo a desenvolver a história. Eu faço um desenho e disso surge. Acho que esse mais recente foi isso, primeiro fiz desenhos soltos e depois surgiu a história.

 

Quando você começou a desenhar?

Acho que desde sempre (risos), desde pequena. Eu nunca parei.

 

O que te levou a escolher essa profissão?

Desde sempre desenhava, mas conforme o tempo foi passando, que conheci esse mundo. Eu comecei a desenhar em sequencia, antes de conhecer esse mundo dos quadrinhos, ai me chamaram pra uma publicação e a partir dai que comecei mesmo.

 

imagem1

Como você define seu quadrinho?

Às vezes são a partir de coisas bem pessoais da minha vida, seja do que está acontecendo no momento; seja de temas mais leves, engraçados, inspirados em algum momento do dia a dia ou questões mais profundas que eu tenho pensado mesmo.


Tem algum trabalho que você pode dizer que é seu preferido?

Eu estou em duvida! A Chuva de Verão. É um dos quadrinhos do livro Topografias, que é esse lado mais pessoal e um pouco mais abstrato.

 

Como é a recepção do pessoal em eventos?

Especialmente este aqui, está bem legal! Porque foi um grupo bem legal de meninas que se juntou pra fazer. Então tanto do pessoal que já tá procurando dar mais ênfase, dar mais espaço para publicações femininas, pessoal costuma gostar muito. E mesmo quem não conhece, às vezes não conhecia o trabalho de nenhuma das garotas fala: “Nossa eu não conhecia! Muito legal!”.

 

De que forma os sites e blogs ajudam o artista hoje no País?

Eu acho que na questão de divulgação, o publico que segue o blog ou o site de entrar em contato com o artista que talvez ele não fosse conhecer. De uma forma bem positiva!

 

imagem4

Cita um artista favorito nacional e internacional?

Um preferido é difícil! Um internacional Michael DeForge, que eu gosto, porque ele tem um estilo de umas coisas bem estranhas, mas ao mesmo tempo com situações bem comuns, cotidianas, mas com personagens bem estranhos e situações bem estranhas.

E nacional, eu gosto muito de uma amiga minha a Puiupo, que está no livro Topografias. Eu acho que ela tem um trabalho incrível. Acho que ela aborda temas difíceis e é muito esteticamente, confuso e louco.

 

E sobre preconceito por ser mulher? Já passou por alguma situação difícil?

Eu pessoalmente não tive nenhuma situação tensa, sabe. Foi mais presenciar com outras garotas ou mesmo coisas cotidianas que você vê. Por exemplo: eu vejo por amigas que são mais novas e estão começando, e são incríveis! E tentamos apresenta-las nos eventos, só que quando é um garoto novo, o pessoal acaba dando mais relevância para o cara e enaltecendo a figura masculina. Acho que é das coisas que chama a atenção em eventos.

 

Dá uma dica para o pessoal que está começando.

Acho que uma das coisas que é meio óbvio, mas é praticar. Sempre desenhar muito e não ter vergonha de mostrar para as pessoas a sua arte. Sempre considerar criticas e comentários construtivos.

14699854_1108961285852446_1283760466_n

 

Para ver seus trabalhos e entrar em contato, é só clicar nos links abaixo:

Facebook

Tumblr

Cargo Collective

 

E para comprar seus quadrinhos, só clicar aqui.

 

 

 

Essa semana por enquanto é só. Semana que vem voltamos com mais entrevistas que fizemos durante á Santos Comic Expo 2016!

Natália Furtuoso & Isabelle Prado

Comments

comments

Liked it? Take a second to support Isabelle Prado on Patreon!