Entrevista com Renata Goes

by

Mais uma super entrevista, dessa vez com Renata Goes, cosplayer/standista, a bela é do interior de São Paulo, mas frequentemente vai a baixada santista divulgar não somente sua loja que logo mais iremos falar, mas também para se divertir com a arte do cosplay.

Veja abaixo como foi o bate papo:

1 – Oi Renata, obrigado por nos receber, de primeira vamos começar bem amistosamente, quando você começou a fazer cosplay?

R: Eu comecei fazer em 2004, comecei por bagunça acompanhando a turma de amigos. Eu faço visuais e cosplays o tempo todo como uma forma de incentivo na verdade, participar de concurso mesmo não e algo que me agrada muito, mesmo que eu já tenho participado e ganhado alguns prêmios já.

2 – Você já fez diversos cosplays como os leitores podem conferir na sua página do World Cosplay (confira a página da Renata clicando AQUI), mas existe algum que você gostou mais de fazer ou que tem um carinho maior pelo personagem?

R: Eu tenho um amor em todos que já fiz todos tem uma cena uma historia, mas um que o eu gostei recentemente de fazer foi a Ceras Victoria do anime Hellsing. Eu sempre tive muita vontade de fazer desde sempre e deu muito certo. tenho ainda mais alguns desejos que vão ser produzidos esse ano..

11051953_10206924202490381_6622673211017274004_n

2.5 – E quais seriam, você pode falar?

R: Olha vou dizer um o outro vou manter na surdina pra manter suspense normal.. mas um deles é a Fenix Negra (da HQ X-Men). Estou tomando coragem pra usa-lo em evento. O outro vai mais uma engenharia cosplay que pode falhar então prefiro não criar uma expectativa .:~~

3 – A quanto tempo você é standista?

R: Standista eu me tornei ta indo pra 2 anos eu queria conhecer mais um lado dos eventos eu já conhecia como cosplayer, ja conhecia como organizadora e só faltava esse lado dos bastidores.

4- Então você também organizou eventos, quais foram eles e quando foram?

R:Comecei fazer um evento de pequeno porte chamado Animeira na época em 2007 na cidade de limeira mesmo onde resido,evento em si teve 4 edições, mas devido a um problemas hoje faço apenas os encontros, com isso a 8 anos fazendo junto a festa da imigração local. Mas mesmo os encontros estão ai dando 800 a mil pessoas então estamos pensando mesmo em retornar com o evento principal.

11738098_10207457693907333_6002028111297228541_n

5 – Pelo fato de você ser uma cosplayer e ter uma loja de artigos para cosplay acredita que os clientes tenham maior confiança na sua marca?

R: Olha, eu espero sempre uma confiança na marca, não apenas por ser cosplayer , eu estou tentando ajudar o pessoal que quer começar, e bem, já que hoje o mercado esta tão difícil e exigente.a uns 5 anos a traz você ter uma peruca e uma lente era algo difícil, mexer com importação e algo difícil com muita burocracia se você “andar na linha”.

6 – Existe parceria entre stands, como que funciona o sistema, existe camaradagem?

R: Olha desde que comecei com estandes, tive muitos conselheiros e mentores, me indicavam os eventos são pessoas que já estão no mercado a uns 10 anos e ao mesmo tempo mantem a humildade, então hoje, onde eu vou se eles tiver e uma energia muito boa.. Mas nem tudo é flores todo trabalho existe alguém de ma índole.

7 – Qual foi o maior aperto que você já passou com seu stand?

R: Sempre existe alguém querendo um cantinho na marra no mercado, acaba prejudicando falando mal de uma marca achando conseguir o lugar, comigo isso nunca aconteceu, mas com amigos meus sim, onde não penso duas vezes em acabar defendendo. O entretenimento, anime, manga games e cosplay está em crescimento a anos, e vai continuar assim, não é preciso jogo sujo tem espaço pra todos o brasil e imenso!

10897888_10205748822546617_8739688868872467768_n

8 – Já aconteceu de largarem o evento na metade por condições adversas ou falta de respeito da organização?

R: Nos nunca deixamos por mais difícil que fosse, mas existem muitos fatores que acaba levando alguns camaradas a decisão de deixar o evento no meio, e vai de cada evento, de cada stand.

8.5 – Entendi, então embora você nunca tenha abandonado um evento, já viu acontecer e compreende a situação.

R: Pense assim um exemplo pratico, eu moro no interior de São Paulo, levo no minimo 4 horas (existem viagens muito mais longas) ate o litoral, madrugamos.chegamos antes do publico, temos todo processo de montagem pra deixar tudo bonito e como uma vitrine, e geralmente cada stande tem suas metas de venda, baseando nos gastos condução, estadia comida, ate própria reposição de produto.. alguns estande vem que essa meta esta muito longe de ser cumprida, que ela não vai ser batida, aproveitam e saem mais cedo do evento pra que possa pegar estrada sem muito ter cansado.
Obvio como disse vai da cada um, essa e a parte mais comum infelizmente. Existem casos em que o evento não está nem ai pro lojista, deixa ali suas mesas e cada um que se vire e da um suporte minimo sem muito zelo.. TEM..

9 – Você já estava a um certo tempo no meio do público cosplay, depois de começar a vender na sua loja, houveram muitos conhecidos pedindo descontos ou pechinchando? E como você lidou com essa situação?

R: A minha sorte é que as pessoas entendem como esta a situação e veem que nossos preços ainda são tranquilos. Então acabam não pechinchando tanto, e temos toda estrutura pra aguentar, mesmo com o dólar beirando os 4-5 Reais (isso se até o momento em que a entrevista for divulgada não subir mais).

11920504_10207659193744703_649591913_n

10 – Eu faço essa pergunta a todos os cosplayers, Renata você é uma mulher bonita e recentemente vimos casos de assédio e alguns passando dos limites, em eventos, você já passou por isso? E dê sua opinião por gentileza.

R: Bondade sua pelo Bonita, mas vamos la, assedio em evento existe, SIM. evento de anime de pagode de rock no bar, em qualquer lugar com muitas pessoas aglomeradas, VAI existir. Isso não é exclusivo dos eventos de anime,oque acontece muitas vezes são adolescentes com hormônios à flor da pele. Comum e natural, acaba tendo um aperto na cintura e uma foto mais focada em certos pontos talvez mais chamativos. sempre existiu hoje as pessoas só perderam o senso do que se é publicável. já tive pessoas que precisei dar uma esquiva sobrenatural onde a mãos desciam mais q o necessário. eu não sofro tanto, mas também Muitas pessoas ficam incomodadas e não sabem como agir.

11 – Dê um recado aos nossos leitores que tem interesse em ingressar na vida de cosplayer ou de standista.

Tudo que vocês veem em eventos pessoal, desde a estrutura linda, desde muitos estandes, desde cosplayers dedicados, vem de muito sangue e suor de alguém, valorize, respeite , e Ajude no que puder ! eu digo ajudar no sentido, evite coisas que possa ser nociva aquele evento, se vocês querem mais eventos, ajude com criticas construtivas pós evento, não boicote um evento por motivos bobos, de a chance de arrumar oque ele errou na edição passada, todo mundo sai ganhando, o publico com um lugar melhor pra se divertir, e o evento podendo trabalhar, e algo que envolve muitas pessoas.. Seja um frequentador consciente.

Esta foi a nossa entrevista com a incrível Renata Goes, curtiu o trabalho dela, quer o contato profissional do Stand? Então confira abaixo os links para as redes sociais da gata:

Facebook:

Loja Shybuya Corp Limeira

Créditos das fotos: Roberto Silva

Comments

comments