Vida de Gamer Girl

by

Websérie “Eu sou Gamer” mostra os desafios no segmento dos games e o último episódio é referente as mulheres nesse mundo dos esportes eletrônicos.

Há alguns anos, as mulheres vinham ganhando espaço nas áreas dominadas pelos homens e o mundo dos gamers não podia ficar de fora, o público feminino já domina esse segmento. Aqui no país as mulheres já representam 52,6% do público que joga games, segundo a pesquisa Game Brasil 2016 divulgada dia 16 de março, feita pela agência de tecnologia interativa Sioux em parceria com a faculdade ESPM e a agência Blend. Mesmo sendo mais que a metade dos consumidores, ainda há preconceito com a presença feminina.

O terceiro episódio da web série produzida pela AOC, conta a trajetória de CherryGumms, gamer, e Paola Buzzone, Youtuber que produz gameplays. Ambas contam um pouco sobre suas rotinas e os desafios que superaram para alcançarem o sucesso.

Nicolle “CherryGumms” tem 19 anos, é líder e capitã da equipe BlackDragons de Rainbow Six Siege e youtuber. Sofreu hostilidade e pensou em desistir, porém, teve força e resistiu. Hoje incentiva outras garotas a continuar a lutar por seu espaço nos games. “Eu nunca quis entrar para o mundo dos jogos por brincadeira, sempre quis ser uma profissional. Lidar com isso é muito difícil, ainda mais por ser mulher e a única na América Latina a disputar campeonatos de Rainbow Six Siege”, afirma a atleta. Caso queira conhecer seu canal clique aqui.

Paola Buzzone, youtuber famosa pelo canal de gameplays do jogo League of Legends, contou que muitas mulheres abandonam a carreira antes mesmo de chegar a um nível de reconhecimento neste mercado. “Eu conheço várias meninas que começaram na minha época e que tinham tanto potencial quanto eu, mas desistiram por causa da pressão, do preconceito e dos xingamentos. A galera pega pesado e xinga mesmo. Costumam dizer que devíamos estar lavando louça em vez de jogar”. Para conhecer seu canal, só clicar aqui.

Você pode assistir o episódio logo abaixo:

 

Comments

comments