Mostrando resultados 1 até 3 de 3

Tópico: [PS3] Heavenly Sword [7,25]

  1. #1
    Equipe Reviews do Fórum Avatar de Ryu
    Data de Registro
    Out 03
    Local
    Minha Casa - Rio de Janeiro
    Posts
    1.475

    Playstation 3 [PS3] Heavenly Sword [7,25]


    Publicado por: Sony Computer Entertainment
    Desenvolvido por: Ninja Theory
    Data de lançamento: September 12, 2007
    Gênero: Ação em Terceira pessoa.

    Introdução:

    Em Heavenly Sword você vive Nariko, uma guerreira que parte em defesa do seu clã contra o Rei Bohan e seu exercito que deseja tomar posse da poderosa e mística Heavenly Sword. Mesclando ação, algumas seqüência de arco e flecha e uma produção estupenda, Heavenly Sword tenta ser um grande jogo de ação para o Playstation 3, mas será que consegue? Continue lendo que você terá sua resposta.

    História:

    O jogo conta a história de Nariko, uma jovem que é filha do líder de um clã de guerreiros que tem a missão de proteger uma mística espada chamada Heavenly Sword. A lenda conta que quem empunhar a espada terá sua vida consumida pela a arma. Isso é o que acontece no jogo que é todo contado em flashback a partir da cena Nariko morre ao chegar o fim de sua jornada com a espada.

    Essa espada é desejada pelo ambicioso Rei Bohan que sonha em conseguir o poder da espada.

    Gráficos:

    Eu poderia resumir a parte gráfica de Heavenly Sword como uma obra de arte em movimento, mas aí o review não ia ter graça.

    Heavenly Sword é um jogo que mostra o que Playstation 3 é capaz. Começo salientando os ambientes. A aventura transcorre em vários cenários que vão desde planícies nevadas até calabouços de castelos, passando ainda por belos canyons até torres. Todos os cenários são de uma qualidade tanto artística quanto técnica impressionantes que com certeza são dignos de aplausos.

    Os personagens são uma trabalho a parte. Usando o know-how dos estúdios Weta, responsáveis pelos efeitos especiais da trilogia “O Senhor dos Anéis”, e comandados por Andy Serkis, o Gollum/Smeagol da mesma trilogia “O Senhor dos Anéis”, os bonecos tem vida. Atores foram escolhidos para que os personagens fossem verossímeis e esses atores conseguiram tal tarefa. Freqüentemente os personagens fazem monólogos e as expressões faciais nessas cenas, sejam em parte dramáticas ou mais leves, são muito realistas. Esse aspecto é realmente outro da parte gráfica do jogo que foi muito bem feito.

    As lutas são muito bem coreografadas e utilizam de técnicas de kung-fu. A captura de movimentos nesse caso também foi muito cuidadosa fazendo que os personagens, mesmo os secundários, tivessem movimentos que fossem bem linkados. Infelizmente esses movimentos, embora muito bem feitos, tendem a caírem em uma repetição.

    Outra coisa ruim que vale a pena ser destacada é a presença de slowdowns. Embora não tão freqüentes eles existem e algumas das vezes em momentos cruciais do jogo, como lutas contra chefes. O que é engraçado é que em lutas contra centenas de inimigos o jogo roda liso sem nenhuma queda de framerate.

    Som:

    O que seria de uma captura de movimentos para dar vivacidade aos personagens se não fosse por uma dublagem impecável?

    Os dubladores principais (principalmente Andy Serkis (Rei Bohan), Anna Torv (Nariko) e Lydia Baksh (Kai)) tem as suas respectivas dublagens feitas com uma atenção impressionante. Não é o caso de os dubladores chegarem lá, lerem o texto e irem embora, o que soaria como uma coisa totalmente artificial. Os dubladores fazem seu trabalho como se tivessem, e até estão, atuando o que valoriza e embeleza muito mais a dublagem.

    A trilha sonora é típica de filmes de ação funcionando apenas como uma coadjuvante entrando em ação quando requerida e sem comprometer, embora eu achasse que um jogo desse porte merecesse uma trilha sonora mais impactante e épica. Não é que ela comprometa, mas também não se sobressai.

    Os efeitos sonoros são muito bons com destaque para os sons emitidos pela Heavenly Sword. As três formas de luta que ela permite geram sons únicos e bem interessantes. Os demais efeitos são acima da média e o jogo roda em Dolby 5.1.

    Jogabilidade:

    Esse é um aspecto que um jogo de ação tem que se sair muito bem para que ele seja considerado bom e Heavenly Sword é apenas bom. Não que ele seja um jogo que não valha ser adquirido, porém sua Jogabilidade não inova a ponto de criar padrões no gênero.

    Nariko usa a espada do titulo durante sua batalha contra o Rei Bohan. Essa espada permite que a guerreira assuma 3 formas de luta: Range, Speed e Power. Duas formas são identificadas por cores, range/speed são identificadas pela cor azul e power pela cor laranja. Para que as formas sejam mudadas basta o jogador segurar um botão de ombro especifico. L1 para range e R1 para Power.

    Um primeiro “erro” é que o jogador não tem um botão de defesa, a defesa é automática e dificulta muito no quesito contra ataque. Claro que é algo que uns podem dizer que é uma coisa que se pegue com a prática, eu até concordo. Porém eu digo que não considero uma coisa muito funcional tendo 4 botões de ombro no Dualshock/Sixaxis e apenas 2 deles são usados. A defesa só funciona se você estiver na forma correta. Se o inimigo atacar com range, você tem que defender na forma range e assim por diante.

    Outro erro é que o jogador não tem a opção de pulo. Como um jogo de ação não dá ao jogador essa opção!? Esse eu nem procuro defesa e justificativa, é algo que considero imperdoável. Você somente pode pular por meio dos combos.

    A interação com o sensor de movimento do Sixaxis é feita em vários aspectos. O primeiro é com a câmera que pode ser controlada virando o controle lateralmente, isso é usado por que a alavanca da direita é usada como esquiva. O segundo é quando se trata nas missões de tiro de Nariko e Kai.

    O jogo tem uma função chamada “Aftertouch” que ao disparar o projétil e segurando o botão quadrado o jogador tem o controle do projétil em câmera lenta. A função é muito útil porém mal implementada no Sixaxis que se torna um martírio ao se tentar cumprir essas missões. Ainda bem que você tem a opção de colocar o controle do “Aftertouch” na alavanca esquerda.

    Outro aspecto “negativo” é que as lutas tendem a ser um esmagamento de botões. Claro que ao longo que se vai evoluindo no jogo você vai ganhando novos combos e golpes mais elaborados e bonitos, porém esses novos combos são pouco diferentes dos que você já tem no que tange o aspecto de destruição dos inimigos. Os únicos golpes que são válidos destacar que ao serem adquiridos fazem diferença são os “Superstyle”.

    Usando o circulo você tem acesso a golpes “especiais” que podem dizimar apenas um infeliz ou acabar com vários inimigos ao seu redor. O que vem a ser bem útil quando você se encontra em uma situação de aperto.

    Eu particularmente não tive muitas dificuldades para zerar o jogo. Todas os inimigos seguem um padrão e que são facilmente abatidos. Os chefes são um pouco mais complicados, porém nada que alguém que já zerou Ninja Gaiden Sigma no Hard tenha dificuldade de passar [/Modo Modesto OFF].

    O jogo não apresenta nenhuma opção de multiplayer.

    Conclusão:

    Heavenly Sword é um jogo que pega o poder tecnológico do Playstation 3 e tenta ser um grande jogo de ação.

    Nos aspectos gráficos e de produção ele até consegue e com louvor, mas esbarra em sua jogabilidade repetitiva e de esmagamento de botões que levam ao jogador pensar que está fazendo a mesma coisa várias vezes.

    O jogo é relativamente curto, finalizei em 7 horas, e seu fator replay é baixo. Ao zerar o jogo na dificuldade normal é habilitado um modo mais difícil que infelizmente não é tão difícil assim (O modo normal, somente nos chefes, um jogador experiente pode ter um pouco de dificuldade).

    Um jogo que prometia muito mas que esbarra na sua repetitiva jogabilidade, esse é Heavenly Sword.

    Prós:

    - Gráficos que são lindos e mostram o alto valor de produção do jogo
    - Dublagem excepcional e que dá vida aos personagens.
    - Captura de movimentos bem coreografada.
    - História, mesmo que não seja inovadora, prende ao jogador.
    - Efeitos sonoros originais da Heavenly Sword.
    - Kai, a sidekick mais louca de todos os tempos.
    - Final que emociona.

    Contra:

    - Jogabilidade fraca que não inova em nada.
    - Combos que não diferem um dos outros.
    - Trilha sonora que deveria ser melhor trabalhada.
    - Slowndowns em partes cruciais do jogo.
    - Final que desanima.

    Notas:

    Gráficos: 9
    Som: 8
    Jogabilidade: 5
    Diversão: 7

    Total: 7,25

    Imagens:
















    Videos:














    Última edição por Ryu : 10-08-2008 às 23:54:19
    Felipe Mattos

    PSN ID: felipembc

    C.U.S.A.O. - Por que smile também é gente [ ]

    Minha lista de jogos

  2. #2
    Moderador Avatar de -=|R.R.|=-
    Data de Registro
    Fev 04
    Local
    Rio das Ostras, Brazil
    Posts
    8.915

    Re: [PS3] Heavenly Sword [7,25]

    belos graficos!!!!
    Regras do Fórum - Importante

    Core2Quad Q8400@3.00GHz / abit IP35 P / eVGA GTX 460 1GB / 2 GB (2x1GB) DDR1066@960 MHz Crucial Ballistix Tracer + 2 GB (2x1GB) DDR1066@960 MHz Crucial Ballistix / 1 TB Samsung SATA II / Ultra X-Connect 500W Black

  3. #3
    Colaborador Avatar de Jagged
    Data de Registro
    Ago 06
    Local
    Rio de Janeiro
    Posts
    895

    Re: [PS3] Heavenly Sword [7,25]

    Ótima review, grande jogo. Só não concordei muito com esta parte:

    Quote Originalmente postado por Ryu Ver Post

    Outro erro é que o jogador não tem a opção de pulo. Como um jogo de ação não dá ao jogador essa opção!? Esse eu nem procuro defesa e justificativa, é algo que considero imperdoável. Você somente pode pular por meio dos combos.
    Os Zeldas do N64 podem ser considerados de RPG/Ação e também não possuem botão de pulo. O pulo é executado automaticamente. Lembro que quando a ausência de um botão de pulo foi anunciada, todo mundo ficou estarrecido. Mas quando o jogo chegou nas mãos de todos, ninguém sentiu falta do botão de pulo Ficou simplesmente perfeito.
    Índice de Reviews dos Membros do Fórum

    Sugestões para a seção de Reviews do Fórum? Entre neste tópico!
    Quer participar da Equipe de Reviews do Fórum? Entre neste tópico!

    Jagged @ Last.fm

Bookmarks

Regras para Postar

  • Você não pode criar novos tópicos
  • Você não pode responder a tópicos
  • Você não pode postar anexos
  • Você não pode editar suas postagens
  •